Entre profissionais

Alguns dias atrás, tive a chance de fazer duas coisas muito importantes pra mim: apresentar uma performance solo no meu estilo de violão instrumental (acústico fingerstyle in your face :D) e subir no palco com músicos profissionais: o estupendo guitarrista manézinho Luciano Bilu e seu trio!

Há já um bom tempo que tenho sido o bedroom player, curtindo o violão sem muita preocupação, levando como hobby mesmo, pra se divertir. Poder acompanhar profissionais nos ensaios e no palco foi uma experiência reveladora pra mim, em diversos aspectos que de fato ainda estou refletindo...

É a situação ideal pra se aprender: estar no meio de gente que manja muito mais do que a gente, prestando bastante atenção pra aprender o máximo! Tentei prestar atenção e tomar nota de algumas coisas que me chamaram atenção, relacionando com as características que também percebo nos profissionais de excelência que já conheci na minha área.

Profissional não deixa detalhes pra trás. Quando alguma coisinha não está funcionando, ela é identificada, isolada e trabalhada, até a música ficar completa. Cada música tem o jeito certo para terminar, o lugar certo para o improviso, etc. Se o leitor é músico profissional, imagino que esteja se perguntando por que estou falando de coisas óbvias. Pois é... Óbvio pra você. Fantástico para outros!

Isso é coisa de quem se importa de verdade, e por isso está simplesmente fora de cogitação sacrificar qualidade por preguiça ou inércia mesmo. (Coisas que o hobbyista aqui faz o tempo todo... :-/) Tarefas que o iniciante deixa de fazer por achar enfadonhas, o profissional passa por elas sem reclamar, sem ficar buscando atalhos.

E finalmente, eles são muito gente boa! Sabem que você está começando, que um dia estiveram onde você está, e estão prontos a perdoar os erros e as notas podres. As críticas vêm em formato de encorajamento, pra você melhorar, jogar pra cima mesmo. E isso às vezes é o que estava faltando você querer melhorar de verdade...

Minha apresentação foi lotada de erros de principiante e, apesar de eu estar nervoso à beça nela, a perninha tremeu de verdade quando eu toquei as músicas com a banda! A função podia até ser um pouco menos elaborada, mas senti a responsabilidade bem maior de dar o melhor de mim, pra fazer jus ao padrão deles.

Enfim, foi muito massa, me dei conta de muuuuita coisa que eu tenho que aprender, meu respeito pelos músicos profissionais triplicou e estou muito feliz de ter tido essa oportunidade. Valeu, Bilu! Espero que um dia me convidem de novo. :)

Você pode conferir as músicas do Luciano Bilu no Bandcamp dele, curtir a página no Facebook e acompanhar os vídeos da gravação do terceiro álbum no canal LucianoBilu no Youtube.

Pra acabar, um vídeozinho da minha apresentação:

http://www.youtube.com/watch?v=SUJvAepO-rc